Após inundação, Bangladesh enfrenta surto de diarréia

Pelo menos 38 pessoas morreram durante anoite em Bangladesh, sendo duas por doenças provocadas por águacontaminada, elevando assim a quase 500 o total de vítimasfatais por causa das inundações, as piores dos últimos anos nopaís, disseram autoridades na quarta-feira. As águas, que haviam ocupado também grandes extensões noleste da Índia, já recuaram, mas milhões de pessoas continuamdesabrigadas e vulneráveis a doenças, segundo autoridades. Mais de 53 mil pessoas contraíram diarréia em Bangladesh, amaioria devido ao consumo de água e alimentos contaminados. Umhospital de campo foi aberto na capital, Daca, só para tratarvítima dessa doença. "A situação geral da diarréia é sombria. Todo dia há umaleva de pacientes", disse Ayesha Khatoon, dirigente dodepartamento de saúde do governo. "Estamos tentando lidar comela." Um médico do Centro Internacional de Pesquisas de Doençasda Diarréia, em Daca, disse que o local recebeu 1.100 pacientesna terça-feira, maior número registrado em um só dia nahistória da instituição. O governo interino do país disse estar fazendo de tudo paragarantir que as vítimas das inundações recebam comida, águapotável e atendimento médico. Com a redução das inundações, pessoas que estavam em camposde desabrigados começam a voltar para suas casas. "Eles mal têmum teto sobre suas cabeças ou algo para comer", disse umfuncionário do distrito de Kurigram (norte), uma das áreas maisatingidas pelas enchentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.