Após ler falsa notícia, ministro do Paquistão ameaça Israel

Responsável pela pasta da Defesa paquistanês citou um ataque nuclear ao acreditar em informação falsa

O Estado de S. Paulo

25 Dezembro 2016 | 19h03

JERUSALÉM - Há três semanas, uma falsa notícia acabou em um tiroteio numa pizzaria em Washington. Agora, outra falsa notícia levou o o ministro da Defesa do Paquistão a fazer uma ameaça nuclear.  

O ministro Khawaja Muhammad Asif escreveu um tuíte direcionado a Israel na sexta-feira após a falsa notícia - da qual aparentemente Asif não desconfiou - de que Israel havia ameaçado o Paquistão com armas nucleares. Os dois países possuem arsenais nucleares.  

"O ministro da Defesa de Israel ameaça uma retaliação com armas nucleares presumindo que o Paquistão atuou na Síria contra o Daesh", escreveu o paquistanês em sua conta oficial do Twitter usando o acrônimo árabe para o grupo Estado Islâmico (EI). "Israel esquece que o Paquistão também é um Estado nuclear", completou. 

Aparentemente, Asif reagia a uma falsa notícia publicada no site awdnews.com. A história, sob o título "Ministro da Defesa de Israel: Se o Paquistão enviar tropas terrestres à Síria sob qualquer pretexto, nós vamos destruir seu país com um ataque nuclear", foi publicada no dia 20, junto com artigos que diziam "Hillary está planejando um golpe militar contra Trump". 

A falsa notícia sobre Israel inclusive trocou o nome do ministro da Defesa do país, atribuindo as afirmações ao ex-ministro Moshe Yaalon. O atual ministro da Defesa israelense é Avigdor Lieberman, que respondeu pelo Twitter dizendo que a informação era falsa.

"A afirmação atribuída ao ex-ministro da Defesa Yaalon sobre o Paquistão nunca foi dita", escreveu Lieberman diretamente ao ministro paquistanês. / NYT

Mais conteúdo sobre:
Israel Paquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.