Após matar 65 nas Filipinas tufão se dirige para Vietnã

O tufão Conson, que deixou dezenas de mortos nas Filipinas e fez mais duas vítimas na China, perdeu força e se transformou em uma tempestade tropical, enquanto se dirigia para o Vietnã neste sábado, destruindo barcos pelo caminho e castigando a região com chuvas e ventos. Autoridades vietnamitas disseram que mais de 170 mil pessoas estavam sendo preparadas para deixar a região.

AE-AP, Agência Estado

17 de julho de 2010 | 11h17

A agência de notícias estatal da China, Xinhua, disse que vários barcos foram destruídos em ilhas no Mar do Sul da China, mas não haviam informações sobre mortes até o momento. O Conson, que é o primeiro tufão do ano na região, deixou 65 mortos nas Filipinas e 87 pessoas desaparecidas.

O primeiro-ministro do Vietnã, Nguyen Tan Dung, pediu às autoridades de 23 províncias do norte e centro do país que proíbam barcos e pescadores de navegarem. "Pessoas nas vilas costeiras e em locais de alto risco de enchentes repentinas e deslizamentos de terra em 11 distritos montanhosos foram avisadas para se prepararem para sair de suas casas a qualquer momento", disse Nguyen Trong Hai, autoridade do governo para controle de catástrofes na província de Thanh Hoa.

Nas Filipinas, o presidente Benigno Aquino III criticou o serviço climático por não ter previsto que o Conson atingiria a região de Manila, o que deixou as agências do governo despreparadas para enfrentarem a ameaça.

Tudo o que sabemos sobre:
FilipinasTufãoChinaVietnã

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.