Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Após naufrágio, 40 estão desaparecidos na Coreia do Sul

Quarenta marinheiros estão desaparecidos após o naufrágio de um navio da Coreia do Sul, com 104 pessoas a bordo, de acordo com informações da agência Yonhap. O acidente ocorreu perto da fronteira marítima do país com a Coreia do Norte, após uma explosão ainda não identificada na popa da embarcação da Marinha sul-coreana. A agência informou também que pelo menos 58 marinheiros foram resgatados. Não há informações sobre o número de mortes, nem uma confirmação oficial das baixas.

AE-AP, Agência Estado

26 de março de 2010 | 18h35

O governo de Seul convocou uma reunião emergencial de segurança, mas um porta-voz presidencial disse que ainda não está claro se o naufrágio foi resultado de alguma ação da Coreia do Norte. O naufrágio ocorreu perto da ilha de Baengnyeong, no mar Amarelo. Há ainda uma operação de resgate em andamento.

"Por ora, não está certo que a Coreia do Norte esteja relacionada" com o incidente, afirmou um porta-voz do presidente Lee Myung-Bak. "Descobrir a verdade (sobre o incidente) é importante, mas salvar nossos marinheiros é mais importante", afirmou o presidente, segundo seu funcionário.

Uma fonte do governo, citada pela agência de notícias Yonhap, afirmou que funcionários investigavam as possíveis causas do naufrágio. Entre elas estavam um suposto ataque da Coreia do Norte com um barco que lançou um torpedo, uma mina lançada pelo vizinho ou a explosão de munições que estavam na própria embarcação. Com informações da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.