Após noite de pilhagens, Túnis amanhece sob forte esquema de segurança

Prioridade para governo interino é restabelecer a ordem pública

Efe

15 de janeiro de 2011 | 07h33

TÚNIS - Túnis despertou neste sábado sob estado de exceção em meio a um forte esquema de segurança, após uma noite na qual foram registrados vários saques e pilhagens e alguns disparos isolados.

 

No centro da capital tunisiana, praticamente deserto, houve o aumento da presença de efetivos militares e dois tanques permaneceram na entrada da popular avenida Habib Burguiba, constatou a Agência Efe.

As forças policiais também usaram barreiras de metal para fechar os acessos à avenida desde as ruas adjacentes.

 

O novo presidente interino do país, Mohamed Ghanuchi, assegurou na noite de sexta-feira ao canal de televisão estatal que sua "prioridade absoluta" é restabelecer a ordem pública.

 

Em vários bairros dos arredores da capital aconteceram pilhagens e saques em supermercados e lojas por parte de grupos de pessoas encapuzadas, segundo informaram moradores dessas regiões às emissoras locais.

 

Há muitas especulações sobre a identidade destes jovens mascarados que vem produzindo os saques. Alguns habitantes afirmam são integrantes de milícias vinculadas com o clã próximo ao ex-presidente Zine el Abidine Ben Ali, agindo com o objetivo de desestabilizar a situação no país.

 

Nos blogs e páginas da internet, muito utilizados pelos tunisianos nestes momentos de crise, circula também a versão de que se trata de policiais.

 

Na noite de sexta-feira, o presidente interino anunciou que se reunirá a partir deste sábado com representantes de todos os partidos políticos e organizações sociais.

Tudo o que sabemos sobre:
Tunísiagovernointerino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.