Após oito meses em coma, Sharon dá sinais de melhora

O ex-primeiro-ministro israelense Ariel Sharon, em coma há oito meses, apresentou uma melhora em seu estado de saúde, semanas depois de sofrer uma congestão pulmonar, informaram fontes médicas do hospital Cheeba. Depois de ser levado à sala de emergências do centro hospitalar, em Tel Hashomer, no distrito de Tel-Aviv, Sharon retornou à Unidade de Reabilitação Respiratória, quando o funcionamento de seus rins melhorou. Segundo fontes do hospital, a congestão pulmonar do ex-primeiro-ministro israelense foi tratada com antibióticos. Sharon, de 78 anos, foi internado dia 4 de janeiro no Hospital Universitário Hadassah, de Jerusalém, com uma hemorragia no cérebro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.