Após protestos, Assad promete levantar estado de emergência nesta semana

O presidente da Síria, Bashar Assad, disse ontem que o estado de emergência no país, em vigor desde 1963, deve ser levantado nesta semana. A medida é uma das principais reivindicações dos manifestantes que há mais de um mês tomam as ruas de algumas cidades sírias.

, O Estado de S.Paulo

17 de abril de 2011 | 00h00

Antes do anúncio, transmitido pela TV estatal em reunião do novo gabinete, cerca de 10 mil pessoas compareceram ao funeral de Osama al-Sheikha, manifestante morto pela repressão do regime. A lei de emergência permite que o governo prenda dissidentes sem acusação formal e restringe direitos individuais dos habitantes do país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.