Raed Qutena/Efe
Raed Qutena/Efe

Após protestos, emir do Kuwait dissolve o Parlamento

Medida foi tomada oito dias após o gabinete renunciar por causa da pressão popular

O Estado de S.Paulo

07 de dezembro de 2011 | 03h03

Uma semana após nomear um novo primeiro-ministro, o emir do Kuwait, xeque Sabah Al-Ahmad Al- Jaber Al-Sabah, emitiu uma ordem para dissolução do Parlamento, abrindo o caminho para novas eleições.

 

A medida foi tomada oito dias após o gabinete, liderado pelo xeque Nasser Al-Mohammed Al-Sabah, renunciar por causa da pressão popular.

 

O país enfrentou vários meses de protestos contra o governo do premiê que culminaram na invasão do Parlamento pelos manifestantes, em 17 de novembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.