Nhac Nguyen / AFP
Nhac Nguyen / AFP

Após quase 100 dias, Vietnã detecta novo caso de coronavírus

País asiático de 95 milhões de habitantes registrou 416 casos e nenhuma morte após confinamento severo

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de julho de 2020 | 12h03

HANÓI - O Vietnã detectou seu primeiro caso de coronavírus transmitido localmente depois de quase 100 dias, informaram as autoridades neste sábado, 25. O país recebeu elogios por sua rápida reação para controlar a propagação da covid-19 desde o início da pandemia.

O paciente é um homem aposentado de 57 anos que mora na cidade costeira de Danang, no leste do país. Essa foi a primeira transmissão comunitária desde 16 de abril. As autoridades de saúde fizeram testes em 105 pessoas que tiveram contato com ele, informou o Ministério da Saúde. 

O homem havia levado a mãe ao hospital dias antes, depois de ela apresentar os sintomas da doença, relataram as autoridades. Não foi informado como ele se infectou em um país onde o vírus parecia eliminado há meses.

"O paciente se encontra agora com respirador devido à insuficiência respiratória", declararam as mesmas fontes, acrescentando que sua família acredita que seu contato com terceiros não foi grande. "Ele não saiu da cidade, esteve apenas em casa para cuidar do neto e em contato com os vizinhos. Não esteve com desconhecidos", acrescentaram.

A cidade de Danang recebe turistas locais em suas praias e restaurantes desde que o Vietnã suspendeu o confinamento. Danang tem uma ponte de 150 metros de comprimento, de 1,4 mil metros de altura e apoiada por duas mãos gigantes, que se tornou uma das principais atrações turísticas do país de 95 milhões de habitantes. 

Até o momento, o Vietnã registrou apenas 416 casos do novo coronavírus, incluindo este último de Danang, e não declarou nenhum óbito.

As autoridades fecharam rapidamente as fronteiras do país depois que o vírus surgiu na China em dezembro do ano passado. O país adotou um confinamento rigoroso e um sistema de rastreamento efetivo. Os voos internacionais permanecem estritamente limitados, e os visitantes devem cumprir uma quarentena obrigatória de duas semanas. / AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Hanói [Vietnã]Vietnã [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.