Após recontagem parcial, Conselho valida eleição no Irã

O Conselho dos Guardiães, que tem entre suas atribuições aprovar as eleições no Irã, afirmou hoje que a eleição do dia 12 no país foi válida. O anúncio foi feito após uma recontagem parcial dos votos. Os resultados oficiais apontaram para a reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad. Partidários da oposição, porém, reclamam de fraudes generalizadas.

AE, Agencia Estado

29 de junho de 2009 | 14h25

Os protestos após a eleição já deixaram pelo menos 25 mortos no país, segundo informações oficiais, sendo 17 manifestantes e sete membros da milícia pró-governo Basij. Os números não podem ser confirmados, por causa das restrições impostas ao trabalho da imprensa internacional. A oposição exige uma nova eleição e rejeita a recontagem parcial.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãeleiçõesConselho dos Guardiães

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.