Carlos Garcia Rawlins/Reuters
Carlos Garcia Rawlins/Reuters

Após restrições por coronavírus, presos fogem na Venezuela; 6 morrem

País tem 36 casos confirmados; sistema carcerário está superlotado e prisões são um cenário de violência, desnutrição e doenças contagiosas

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de março de 2020 | 16h51

CARACAS - Mais de 80 presos escaparam de uma prisão na Venezuela nesta quarta-feira, 18, e seis morreram ao tentar fugir, em meio às restrições impostas pelo novo coronavírus, informaram as autoridades.  

"Aproximadamente 86 presos tentaram fugir, e seis morreram", indicou o governador do estado de Zulia, Omar Prieto, durante uma coletiva de imprensa. 

"Até onde se tem informação, eles estavam armados", contou Prieto, que disse que as forças de segurança realizam uma "operação especial" para a sua captura. 

Os presos escaparam durante a madrugada de um centro de reclusão preventiva de San Carlos, no estado de Zulia, segundo contou à AFP o advogado Carlos Nieto Palma, da ONG Ventana a la Libertad. 

Anteriormente, a ONG tinha reportado a fuga de 79 presos e a morte de outros cinco.

No momento, as visitas aos presídios estão suspensas em todo o país como forma de prevenção ao Covid-19, segundo Nieto Palma, e isso impacta diretamente na alimentação dos presos. 

"Eles se alimentam porque a família leva comida, não existe um programa alimentar voltado para eles por parte do Estado", explicou. 

A fuga ocorre em um momento em que foram registrados 36 casos positivos do novo coronavírus na Venezuela, país que está deste a última terça-feira em quarentena total.

O sistema carcerário na Venezuela está superlotado e as prisões são um cenário de violência, desnutrição e doenças contagiosas.

Nos centros de prisão preventiva, a superpopulação é de 500%, de acordo com a ONG Una Ventana a la Libertad. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.