Após retorno da tripulação, barco detido pelo Japão volta a China

14 tripulantes foram detidos, na semana passada, quando a embarcação colidiu com dois patrulheiros japoneses

Efe

15 de setembro de 2010 | 03h30

PEQUIM - O barco pesqueiro chinês que foi detido pelo Japão chegou nesta quarta-feira, 15, à província litorânea de Fujian (sul da China), dois dias após o retorno de seus tripulantes, informou o Ministério de Assuntos Exteriores da China.

A embarcação chegou às 8h30 locais (21h30 de Brasília) ao porto pesqueiro de Shenhu, em Jinjiiang, cidade de Quanzhou, segundo a agência oficial de notícias Xinhua.

Os 14 tripulantes retornaram à China na segunda-feira passada com um voo fretado por Pequim, enquanto o capitão continua detido no Japão.

O barco chinês colidiu em 7 de setembro com dois patrulheiros japonesas que exigiram que parasse e permitisse uma inspeção quando trabalhava em águas das ilhas Diaoyu, disputado pelos dois países e por Taiwan.

Na última terça-feira, a China acusou o Japão de provocar tensões marítimas bilaterais com a detenção do barco e exigiu a libertação de seu capitão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.