Após sanções dos EUA, Coréia do Norte abre contas em 10 países

A Coréia do Norte abriu contas em 23 bancos de 10 países desde que os Estados Unidos estabeleceram sanções contra entidades de Macau suspeitas de lavar fundos do país comunista, informa o jornal japonês Sankei Shimbun.A lista de 10 países, todos com relações diplomáticas com a Coréia do Norte, inclui Vietnã, Tailândia, Mongólia e Rússia, diz o site do jornal. A notícia acrescenta que as contas foram abertas em nome de pessoas físicas, para escapar da fiscalização americana.No ano passado, Washington acusou o Banco Delta Asia SARL de falsificar dólares e lavar dinheiro para Pyongyang e proibiu as instituições financeiras americanas de realizar transações com a entidade.O Banco da China congelou contas relacionadas à Coréia do Norte, também a pedido dos EUA, diz o jornal japonês. Funcionários americanos também visitaram o Vietnã, pedindo medidas contra contas bancárias norte-coreanas em bancos vietnamitas, segundo as mesmas fontes.A Coréia do Norte pede o fim das restrições financeiras americanos para voltar às negociações sobre seus planos nucleares, com a Coréia do Sul, China, Japão, Rússia e EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.