REUTERS/Raheb Homavandi
REUTERS/Raheb Homavandi

Após sanções dos EUA, Índia deixa de importar petróleo do Irã

Embaixador indiano em Washington explica que importações começaram a ser reduzidas em abril; petróleo venezuelano também foi suspenso

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de maio de 2019 | 20h19

WASHINGTON - A Índia parou de importar petróleo iraniano para respeitar as sanções impostas pelos Estados Unidos contra Teerã, anunciou nesta quinta-feira, 23, seu embaixador em Washington, Harsh Vardhan Shringla. Nova Délhi já reduziu bastante suas importações, para apenas 1 milhão de toneladas de petróleo iraniano em abril, antes do fim das isenções americanas que permitiam evitar sanções.

“Acabou. Depois disso, não importaremos mais petróleo”, explicou o diplomata indiano, em Washington.

O embaixador disse ainda que o país também parou de comprar petróleo da Venezuela, em razão do embargo imposto pelos EUA ao país, para forçar o presidente Nicolás Maduro a deixar o poder. 

O governo do presidente Donald Trump restabeleceu as sanções americanas contra o Irã após ter retirado o país do acordo nuclear, há um ano. Essas sanções, com as quais Washington busca impor uma “pressão máxima” a Teerã, proíbem as exportações de petróleo do Irã e afetam também a todos os países dispostos a comprar a commodity.

Países da União Europeia, que criticaram o endurecimento da posição americana, ainda negociam com o Irã a validade do acordo. / AFP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.