Adrees Latif/Reuters
Adrees Latif/Reuters

Após Sandy, frio faz com que milhares precisem de abrigo em Nova York

Cerca de 730 mil continuam sem energia no Estado; temperaturas devem cair para -1ºC

BBC Brasil, BBC

04 de novembro de 2012 | 15h39

NOVA YORK - Dezenas de milhares de pessoas que tiveram suas casas danificadas pela passagem da supertempestade Sandy pelos EUA poderão precisar de abrigo, à medida que as temperaturas caem no país, alertaram neste domingo, 4, autoridades de Nova York. As temperaturas caíram para 4º hoje, e a previsão é de que cheguem a -1ºC na segunda-feira.

 

Casas sem aquecimento se tornarão inabitáveis, disse o governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo. O prefeito da cidade de Nova York, Michael Bloomberg, estima que entre 30 mil e 40 mil pessoas estejam nessa situação. Segundo Cuomo, moradores que até agora se recusaram a deixar suas casas poderão não ter outra opção. Cerca de 730 mil pessoas continuam sem eletricidade no Estado de Nova York, sendo mais de 130 mil na cidade de Nova York, a maior do país.

 

No Estado vizinho de Nova Jersey, cerca de 1 milhão de pessoas continuam sem energia e enfrentam racionamento de gasolina. Pelo menos 106 pessoas morreram nos EUA devido à passagem da tempestade, na última segunda-feira, sendo 40 delas na cidade de Nova York.

 

Abrigos

A cidade de Nova York instalou abrigos em áreas sem energia e distribuiu cobertores a moradores que insistem em permanecer em suas casas. Mas Bloomberg pediu que essas pessoas deixem suas casas se for necessário. "Você pode morrer de frio. Você pode morrer devido a incêndios causados pelo uso de velas ou fogões para aquecer sua casa', disse o prefeito. "Se você não sabe para onde ir, pare um policial na rua e diga, 'por favor, me diga para onde ir'. Eles irão ajudá-lo", afirmou. "Mas nós temos de garantir que você estará seguro por alguns dias e que terá comida e água."

Os estragos causados pela tempestade provocaram o cancelamento da tradicional Maratona de Nova York, programada para este domingo. Mesmo assim, centenas de corredores foram às ruas da cidade em corridas de improviso, para arrecadar fundos ou ajudar no auxílio às vítimas da tempestade.

 

Os preparativos para as eleições presidenciais de terça-feira também foram afetados. Em Nova Jersey, os moradores desalojados pela tempestade poderão votar por email ou fax. Segundo autoridades eleitorais, eles serão designados como "eleitores no exterior". Bloomberg disse que está preparado para fazer todo o possível para ajudar as autoridades eleitorais nesta terça.

Uma semana após a tempestade, o governador de Nova York alertou ainda que, a partir desta segunda-feira, deve haver crescente pressão sobre o sistema de transporte público, à medida que mais pessoas voltarem ao trabalho e que as escolas forem reabertas.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
topsandyabrigoeuacuomobloomberg

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.