Após seqüestro, jornalistas palestinos querem boicotar ANP

A Associação de Jornalistas Palestinos (APP) declarou nesta segunda-feira, 2, um boicote informativo à Autoridade Nacional Palestina (ANP), em protesto contra a falta de ação para libertar o jornalista britânico Alan Johnston, seqüestrado há quatro semanas.Os jornalistas não noticiarão nenhuma atividade da ANP durante três dias, segundo um comunicado da APP, cujos filiados protestam contra o que consideram "inação" do governo palestino frente ao seqüestro de Johnston.O jornalista, correspondente da rede britânica de televisão BBC, foi seqüestrado por quatro homens em 12 de março quando circulava em seu carro pela Cidade de Gaza.A APP ameaça o governo e as facções palestinas com um chamado à população a uma "rebelião civil" devido à insegurança que reina na Faixa de Gaza.Os manifestantes saíram do local onde fazem um piquete para protestar em frente ao escritório do primeiro-ministro Ismail Haniyeh, antes de ele iniciar nesta segunda-feira a reunião semanal com o gabinete nacional."Estamos fazendo todos os esforços possíveis" para encontrar Johnston, assegurou Haniyeh.Até o momento, os seqüestradores não deram sinais de vida do jornalista feito refém nem informaram o que exigem para colocá-lo em liberdade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.