Após terremoto de 7,7 graus no Canadá, tsunami chega ao Havaí com pouca intensidade

Epicento do tremor foi registrado 139 quilômetros ao sul da ilha Graham (Colúmbia Britânica), a 17,5 quilômetros de profundidade, segundo os EUA

EFE,

28 de outubro de 2012 | 03h06

Atualizado às 8h32

WASHINGTON - O tsunami gerado pelo terremoto de 7,7 graus da escala Richter que atingiu neste domingo, 28, o litoral noroeste do Canadá, chegou ao Havaí com ondas menores que as previstas, segundo o Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico (PTWC).

A expectativa era que as primeiras ondas tivessem dois metros de altura, mas elas foram menores e não superaram o tamanho das ondas de março de 2011, após o terremoto do Japão. Analistas esperam suspender o alerta nas próximas horas.

Segundo Gérard Fryer, porta-voz do PTWC, as ondas produzidas pelo tsunami podem continuar chegando até sete horas depois da primeira frente. Após o alerta, autoridades tiveram pouco mais de uma hora para preparar a população para chegada das primeiras ondas.

Os serviços de emergência se desdobraram no arquipélago e as sirenes de alarme começaram a soar no litoral para pedir aos residentes de áreas próximas ao nível do mar que se refugiassem em zonas altas.

Também foram habilitados centros comunitários e colégios para que as pessoas próximas ao litoral pudessem esperar que passasse o alerta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.