Após testes com mísseis, líder iraniano faz crítica velada aos EUA

Após testes com mísseis, líder iraniano faz crítica velada aos EUA

Rohani diz que países que ainda cogitam de opção militar contra impasse nuclear estão iludidos

O Estado de S. Paulo,

11 de fevereiro de 2014 | 10h39

TEERÃ - Um dia depois de testar um míssil de longo alcance, o presidente do Irã, Hassan Rohani, voltou a endurecer o discurso contra o Ocidente, apesar da retomada das negociações sobre o controvertido programa nuclear persa, que deve ter uma nova rodada na semana que vem.

No discurso em comemoração ao 35º aniversário da Revolução Islâmica, ele criticou a disposição do Ocidente de solucionar o impasse nuclear com seu país pela via militar e as sanções econômicas impostas ao país. Rohani também voltou a afirmar que Irã lutará 'eternamente' pelo seu direito a um programa nuclear pacífico.

"Digo explicitamente aos iludidos que dizem que há uma opção militar sobre a mesa: eles deveriam mudar sua visão. Nossa nação trata a linguagem da ameaça como rude e ofensiva", disse Rohani. "Eu quero anunciar que o movimento da nação iraniana rumo ao progresso tecnológico e científico, incluindo a tecnologia nuclear pacífica, será para sempre."

As declarações de Rohani foram dadas semanas depois de o secretário de Estado americano, John Kerry, ter afirmado à imprensa saudita que, apesar das negociações sobre o programa nuclear, uma solução militar não está descartada. "A opção militar dos Estados Unidos está pronta", declarou. "Faremos o que for necessário." / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
IrãEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.