Após trégua, policiais do Fatah são mortos em Gaza

Atiradores vinculados ao grupo islâmico Hamas mataram dois policiais palestinos leais à facção moderada Fatah na madrugada desta quarta-feira, horas depois de os dois grupos terem acertado um novo cessar-fogo com o objetivo de pôr fim a mais de uma semana de conflito entre suas forças.Líderes do Fatah denunciaram o assassinato e acusaram o Hamas, mas asseguraram que o grupo continua comprometido com a trégua. Pelo menos 16 pessoas morreram em episódios de violência interna ocorridos desde a segunda-feira da semana passada.No decorrer do dia, a Cidade de Gaza estava relativamente calma, em contraste com a confusão e a violência do dia anterior. Nos funerais dos policiais, porém, houve reações violentas e juras de vingança, o que provocou preocupação com relação à manutenção da trégua.Tawfiq Abu Khoussa, porta-voz do Fatah, disse que os policiais eram primos e foram mortos durante a madrugada, quando foram atacados enquanto realizavam uma patrulha. Outras seis pessoas que estavam no mesmo carro ficaram feridas no incidente, prosseguiu o porta-voz.Segundo Abu Khoussa, o ataque foi promovido por homens armados ligados ao Hamas. Na versão do grupo islâmico, porém, alguns de seus milicianos envolveram-se num "intenso tiroteio" com integrantes do Fatah e duas pessoas morreram.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.