Após vitória, Merkel busca alianças para formar governo

A chanceler Angela Merkel obteve uma grande vitória nas eleições da Alemanha neste domingo, mas ela ainda enfrenta o delicado trabalho de formar um governo de coalizão. A chanceler e dirigentes de seu partido se reuniram nesta segunda-feira para conversar sobre uma estratégia para buscar o apoio de rivais de centro-esquerda, processo necessário para formar um governo.

AE, Agência Estado

23 de setembro de 2013 | 07h21

O Partido União Democrata Cristã (CDU, na sigla em alemão), de Merkel, e o Partido União Social Cristã (CSU, na sigla em alemão) obtiveram seu melhor resultado em 23 anos neste domingo, dando à chanceler um terceiro mandato. O bloco conquistou 41,5% dos votos e só não conseguiu uma maioria absoluta na Câmara Baixa do Parlamento por causa de cinco assentos. Com apenas 4,8% dos votos, o Partido Liberal Democrata (FDP), que faz parte da aliança de Merkel, ficou abaixo do limite de 5% necessários para ser representado no Parlamento.

Merkel deve acabar liderando ou uma "grande coalizão" governamental com o Partido Social-Democrata (SPD), de centro-esquerda, encabeçado por Peer Steinbrueck - retomando a aliança que governou a Alemanha em seu primeiro mandato - ou, menos provável, com o Partido Verde.

O SPD conseguiu 25,7% do apoio popular, enquanto o Partido Verde conquistou 8,4% dos votos. Já A Esquerda, radical, conseguiu 8,6%. O novo partido que pede por um rompimento ordenado da zona do euro, o Partido Alternativa para a Alemanha, obteve apenas 4,7% dos votos.

"Nós temos duas possibilidades: os social-democratas ou os Verde", disse Volker Kauder, o líder do partido no grupo parlamentar, à ARD. "Nós ainda vamos determinar no nossos comitês como as negociações deverão ser conduzidas".

"Nós vamos dar ao nosso país um governo forte", acrescentou Kauder antes de entrar na reunião. "Nós não sabemos o que a chanceler vai fazer neste momento", disse Kauder. "Ela tem a missão de construir um novo governo".

Várias semanas de negociações são esperadas para verificar se Merkel deve formar uma coalizão com os social-democratas ou com os Verdes. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
AlemanhaEleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.