Após votação, Irlanda do Norte busca governo autônomo

A Irlanda do Norte pode finamente voltar a possuir um governo autônomo, disse o primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, nesta sexta-feira, 9, durante uma reunião com o premier irlandês, Bertie Ahern. Os resultados das votações realizadas na quarta-feira, 7, mostraram que os partidos mas radicais, tanto protestantes quanto católicos, ficaram na frente dos moderados.No entanto, Blair e Ahern insistiram em dizer que a votação demonstrou que as pessoas escolheram políticos que estão prontos pra dividir o poder, mesmo com diferenças.Com 74 das 108 cadeiras da Assembléia Legislativa já definidas, o Partido Democrata Unionista tem 27 cadeiras (30,1%), contra 24 do Sinn Fein (26,2%).Seus rivais moderados, que lideraram a última administração de partilha de poder há quatro anos e meio, ficaram bem atrás no pleito.Espera-se que todos os vencedores sejam conhecidos ainda nesta sexta-feira. A Irlanda do Norte é uma província do Reino Unido."Agora é o momento certo de agir e implementar um governo com poderes compartilhados na Irlanda do Norte", disse Blair. "O quadro político irlandês mudou e a votação demonstra a fé da população nos líderes, que podem trabalhar juntos na administração do país". A última tentativa da Irlanda do Norte em constituir um governo autônomo fracassou em 2002.Os governos britânicos e irlandeses pediram que o governo nomeie os líderes da administração dentro de uma semana para que o governo britânico transfira o controle de 13 departamentos do país até o fim de março.Ahern disse que as próximas semanas "serão cheias de trabalho para os membros do governo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.