Apreciadores da maconha driblam proibição do tabaco na Holanda

A Holanda instituiu na terça-feira umaproibição total do tabaco em bares e restaurantes, mas osfumantes de maconha continuaram a acender cachimbos,vaporizadores e cigarros de maconha nos cafés do país. Placas de "proibido fumar" foram postadas em lugaresvisíveis nos bares da moda e nos cafés tradicionais holandeses,enquanto os donos de estabelecimentos distribuíam folhetosinformando sobre as novas regras de consumo e sugerindosubstitutos do tabaco, como um misto de ervas. "Em muitos países, não se fuma maconha com tabaco. Osamericanos frequentemente a fumam em narguilés. Mas osholandeses estão acostumados a fumar maconha com seus cigarros,de modo que a proibição será mais difícil para eles", disseBarbara Bovenkerk, gerente da Green House. "Nos primeiros dias será um pouco estranho, mas as pessoasacabarão por aceitar a novidade. Há algum tempo proibiram oconsumo de álcool nas 'coffee shops' e todo o mundo reclamou,mas acabou se conformando." As drogas leves são oficialmente proibidas na Holanda, mas,sob a política de tolerância em vigor, as pessoas sãoautorizadas a ter até cinco gramas de maconha em sua posse. A maconha é vendida em quantidades pequenas nas 'coffeeshops', tornando essas casas, geralmente pequenas eaconchegantes, uma grande atração para os turistas. Pela nova lei, misturar maconha e tabaco pode levar osproprietários de 'coffee shops' a serem multados em até 2.400euros (3.787 dólares). Alguns donos temem que a proibição do tabaco possa levarmais pessoas a fumarem baseados mais fortes e incentivar osfumantes a sair para as ruas. "Fumar a maconha pura pode nocautear a pessoa e talveztornar a maconha mais viciante", disse Pieter van Wallen,gerente da coffee shop Rokerij. "E os fumantes provavelmentevão passar a fumar nas ruas e nos parques."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.