Apreendido na Colômbia arsenal de armas de alta precisão

A polícia da Colômbia apreendeu um arsenal que inclui armas de alta precisão utilizadas por grupos elite dos Exércitos do mundo, capazes de perfurar blindagens utilizadas nos carros de autoridades. O coronel Jaime Gutiérrez, da polícia de Cali, disse aos jornalistas que a operação deteve três pessoas, entre elas duas mulheres, uma delas grávida.Gutiérrez disse que as armas, avaliadas em mais de US$ 1 milhão, estavam escondidas dentro de um tanque de água enterrado em uma oficina mecânica do município de Palmira, Valle del Cauca, cerca de 500 quilômetros de Bogotá. Não se sabe quem seriam os donos do lote de armas, mas acredita-se que devido ao seu valor poderia pertencer a algum grupo guerrilheiro.As fontes se mostraram surpresas devido à qualidade das peças, já que foram encontradas 18 armas de alta precisão, entre elas metralhadoras com alcance de até 4.000 metros. Também foram encontrados 15 alvos telescópicos, 12 designadores laser, e oito provedores de cem cartuchos que permitem grande poder de fogo em eventual ataque.Os designadores laser permitem, por meio de luz infravermelha, apontar e acertar o alvo a grandes distâncias. Também foram encontrados três fuzis ponto 50, que têm poder de fogo antiaéreo e alcance efetivo de 3.000 a 4.000 metros. "Com estas apreensões, evitamos a ação de grupos ilegais que pretendiam executar ações terroristas de alto impacto no Valle del Cauca", afirmaram as fontes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.