Apresentação de Assange à Justiça pode ser iminente

O advogado Mark Stevens, que representa Julian Assange, afirmou ontem ter sido informado pela polícia da Grã-Bretanha que as autoridades do país receberam o pedido de prisão emitido pela Justiça sueca contra seu cliente. O advogado declarou que um encontro entre Assange e a polícia britânica está em fase de negociação entre seu cliente e as autoridades britânicas.

, O Estado de S.Paulo

07 de dezembro de 2010 | 00h00

Sites britânicos, como o da TV pública BBC, consideram que a apresentação do fundador do WikiLeaks às autoridades é iminente. Na Suécia, ele é acusado de ter feito sexo sem proteção com duas mulheres, o que pela lei sueca é considerado crime sexual.

Ao mesmo tempo, autoridades suíças encerraram ontem uma conta bancária de Assange em Genebra, alegando que ele não tem domicílio no país e apresentou documentos falsos para abri-la. A conta era um dos poucos meios que ele tinha de receber doações, depois que o site de pagamento eletrônico PayPal também pôs fim ao realcionamento com o WikiLeaks.

Os provedores suecos do WikiLeaks enfrentaram ontem uma nova suspeita de ataque de hackers ontem. E secretário de Justiça americano, Eric Holder, disse que os EUA estudam formas para procesar Assange com base na legislação de espionagem do país. / AP e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.