EFE/ Alessandro Di Meo
EFE/ Alessandro Di Meo

Aprovado pelo Senado, governo populista promete endurecer regras contra imigração ilegal na Itália 

O governo do primeiro-ministro Giuseppe Conte será submetido à votação amanhã na Câmara dos Deputados

O Estado de S.Paulo

05 Junho 2018 | 17h01

ROMA - O governo do primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, recebeu nesta terça-feira, 5, o voto de confiança do Senado, com um placar de 171 a 117, além de 25 abstenções. A votação na Câmara dos Deputados será nesta quarta-feira, 6. 

Conte é o chefe de governo, mas, na prática, está subordinado aos líderes da coalizão populista e de ultradireita Luigi Di Maio, do Movimento 5 Estrelas, e Matteo Salvini, da Liga. 

Em seu discurso no Senado, Conte prometeu endurecer as regras contra a imigração ilegal, defendeu reformas na União Europeia e pediu a redução das sanções econômicas contra a Rússia.       

+ The Economist: Temos um premiê

"É um momento importante para mim e para o país", declarou o premiê. Se autodeclarando "advogado do povo", Conte ressaltou que governará com "humildade e determinação, movido pelo espírito de serviço". "Haverá uma mudança radical", prometeu, assumindo o rótulo de "populista". "Se o populismo é a atitude de escutar as necessidades do povo, então somos populistas", disse. / AFP e ANSA

Mais conteúdo sobre:
Itália [Europa] imigração

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.