Árabes criticam plano dos EUA de oferecer cidadania

Vários grupos árabes criticaram a nova estratégia dos Estados Unidos para perseguir os terroristas país e disseram que a oferta de acelerar os trâmites para obtenção de cidadania norte-americana pelos árabes que darem informações úteis sobre o terrorismo constitui um precedente negativo. "É um suborno e é repulsivo", disse o diretor executivo da Corporação de Desenvolvimento da Comunidade Árabe-Norte-Americana de Filadélfia, Marwan Kreidie. "É o que se imagina que seria a atitude de algum governo autoritário do Oriente Médio".O programa do Departamento de Justiça, anunciado na quinta-feira, adiará indefinidamente os processos de deportação dos estrangeiros que tenham problemas de visto e permitirá a entrada no país e a solicitação de cidadania por parte dos chamados "colaboradores responsáveis". Mas, para participar do programa, os estrangeiros deverão fornecer informação "confiável e útil" para a busca de terroristas ou para evitar seus ataques. O programa é uma exceção à linha intransigente adotada pelo departamento contra os infratores da lei de imigração desde os ataques terroristas de 11 de setembro.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.