Árabes de Israel protestam contra ataque a igreja católica

Milhares de manifestantes árabes marcharam pelas ruas de Nazaré neste sábado, acusando o governo de Israel de falhar na proteção da Basílica da Anunciação, que sofreu ataque executado por uma família israelense nesta sexta-feira. A reação da comunidade ao ataque refletiu a frágil situação da minoria árabe em Israel, que se sente discriminada pela maioria judia. Muitos participantes da manifestação não se convenceram da versão das autoridades israelenses sobre o ataque, segundo a qual as explosões na basílica teriam sido provocadas por motivos pessoais, não políticos ou religiosos. Participantes da manifestação levantaram bandeiras da Palestina e cartazes com dizeres como "Israel gera ódio" e "eles (os israelenses) nos acusam de praticar terrorismo, mas eles também praticam". A manifestação terminou pacificamente e a polícia permaneceu afastada do evento, para evitar tensões.

Agencia Estado,

04 Março 2006 | 15h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.