Árabes deixam prisão israelense

Trinta e cinco prisioneiros árabes e um alemão deixaram nesta noite uma prisão israelense e se dirigiram ao Aeroporto Internacional Ben Gurion, onde tomarão um vôo para a Alemanha, como parte de uma troca de presos entre Israel e a guerrilha libanesa do Hezbollah.Segundo o acordo, que foi mediado pela Alemanha, Israel deverá libertar 436 prisioneiros em troca do comerciante Elhabab Tannenbaum, que foi seqüestrado pelo Hezbollah há três anos, e os corpos de três soldados mortos.A maioria dos prisioneiros é formada por palestinos, mas 36 deles, incluindo dois líderes da guerrilha libanesa, são de outros países. Eles deverão tomar um avião para a Alemanha na madrugada desta quinta-feira, ao mesmo tempo em que Tannenbaum e os corpos dos soldados seguirão para a Alemanha a partir de Beirute.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.