Árabes querem que ONU proteja palestinos

Ministros do Exterior árabes denunciaramhoje que o reforço de um bloqueio israelense aosterritórios palestinos irá deteriorar as condições de segurançae pediram o envio de tropas internacionais para protegerem ospalestinos. Tropas israelenses cavaram trincheiras no domingo e deslocaramtanques ao redor de várias cidades palestinas, cortando o acessoa cidades e isolando dezenas de vilas com dezenas de milhares demoradores. Farouk Kaddoumi, chefe do departamento político da Organizaçãode Libertação da Palestina, disse aos ministros noquartel-general da Liga Árabe no Cairo que a iniciativaisraelense "vitualmente cortou a Cisjordânia em 40 pedaços e aFaixa de Gaza em cinco pedaços". "Essa medida acrescentará às contínuas medidas israelensespara isolar o povo palestino do mundo exterior e destruir suaeconomia", afirmaram os ministros num comunicado. "Ela também faz soar o alarme de uma maior deterioração dascondições de segurança e aumenta a já elevada tensão", lê-se nocomunicado. Os ministro árabes disseram que seus governos irão pedir aoConselho de Segurança da ONU para rever a situação e organizaruma força internacional a ser enviada aos territórios a fim deproteger os palestinos. Os chanceleres também recomendaram que seja "exercida pressãosobre o Conselho de Segurança e sobre a Assembléia Geral da ONUpara que sejam recolhidos elementos que provem que Israel éculpado de crimes de guerra contra os palestinos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.