Arábia Saudita deporta 250 mil imigrantes em 3 meses

A Arábia Saudita deportou "mais de 250 mil" trabalhadores estrangeiros de seu território nos últimos três meses, informou o governo do país.

AE, Agência Estado

22 de janeiro de 2014 | 13h50

Segundo o Ministério de Interior saudita, os estrangeiros residiam ilegalmente no país e violavam as leis trabalhistas locais. O governo saudita não forneceu mais detalhes.

As deportações de estrangeiros tiveram início em novembro, quando o governo lançou uma campanha contra estrangeiros suspeitos de trabalharem ilegalmente no país.

Estima-se que 9 milhões de imigrantes vivam e trabalhem na Arábia Saudita. O governo saudita alega que a expulsão dos estrangeiros abrirá mais postos de trabalho para os cidadãos do país.

Muitos dos estrangeiros expulsos eram etíopes acusados de entrarem ilegalmente no país pela fronteira com o Iêmen.

A maioria dos trabalhadores estrangeiros no país é proveniente de Índia, Paquistão, Bangladesh, Indonésia, Filipinas, Egito e Iêmen. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.