Arábia Saudita envia ajuda hospitalar ao Egito

O rei da Arábia Saudita Abdullah ordenou o envio de três equipes hospitalares, com médicos e técnicos de saúde, ao Egito. O objetivo é reduzir a pressão sobre os hospitais locais e apoiar o povo egípcio.

AE-DJ, Agência Estado

17 de agosto de 2013 | 18h05

O país africano vive uma onda de violência desde quarta-feira, quando forças militares atacaram dois acampamentos de simpatizantes do presidente deposto Mohammed Morsi. Nas últimas 24 horas, pelo menos 173 pessoas morreram, segundo autoridades locais. Desde o início dos confrontos, ao menos 600 pessoas morreram.

Após a queda Morsi, no dia 3 de julho, a Arábia Saudita, os Emirados Árabes Unidos e o Kuwait prometeram uma ajuda no total de US$ 12 bilhões para apoiar a economia vacilante do Egito. As informações são da Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoArábia Sauditahospitais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.