Arábia saudita espera 100.000 refugiados

O ministro das Relações Exteriores da Arábia Saudita, príncipe Saud al-Faiçal, disse que seu país espera receber cerca de 100.000 refugiados iraquianos, no caso da eclosão de uma guerra. Durante a Guerra do Golfo de 1991, cerca de 150.000 iraquianos fugiram para o território saudita. Muitos foram abrigados no campo de Rafha, onde ainda vivem 5.000 iraquianos, refugiados ou dissidentes.O reino já adotou ?medidas para proteger o povo saudita das conseqüências da guerra?, disse o príncipe Saud. Doia aeroportos foram fechados para vôos civis. Um deles, o de Araar, a apenas 60 km da fronteira com o Iraque, seria usado como base de assistência para os refugiados iraquianos. O príncipe disse ainda que tropas estão protegendo a cidade de Tabuk, a 100 km da fronteira coma Jordânia, para o caso de violações do espaço aéreo saudita por aviões israelenses. O aeroporto de Tabuk também foi fechado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.