Arábia Saudita executa 10º condenado à morte no ano

Um homem condenado à morte por assassinato foi decapitado pelo crime em Meca, anunciou hoje o Ministério de Interior da Arábia Saudita. A execução eleva a dez o número de sentenças de morte levadas a cabo no reino desde o início do ano.

AE, Agência Estado

23 de fevereiro de 2014 | 17h04

Em 2013, 78 pessoas foram executadas na Arábia Saudita, segundo contagem da AFP. O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) tem denunciado o "aumento acentuado das execuções" no país desde 2011.

Pela rigorosa interpretação das leis islâmicas na Arábia Saudita, crimes como assassinato, assalto a mão armada, tráfico de drogas, apostasia e estupro são passíveis de pena de morte. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Arábia Sauditapena de morte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.