Arábia Saudita executa nigeriano por tráfico de cocaína

A Arábia Saudita executou neste domingo um nigeriano acusado de tráfico de drogas, elevando para 32 o número de execuções no reino conservador muçulmano em 2006.A agência de notícias oficial Saudi Press informou que Tawfik Tijani foi executado em Jeddah depois de ter sido condenado por levar cocaína ao país.A Arábia Saudita implementa leis islâmicas e em geral as execuções são realizadas em público, com decapitação por espada. O país executou 86 pessoas em 2004 e 36 em 2005.Grupos de direitos humanos criticam a Arábia Saudita pela punição draconiana. Assassinos, estupradores e traficantes de drogas estão sujeitos à pena de morte na Arábia Saudita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.