Arábia Saudita propõe que coalizão islâmica ocupe Iraque

A rede norte-americana de televisão ABC News informou que a Arábia Saudita está propondo que uma coalizão de países muçulmanos ocupe o Iraque depois da derrubada do presidente Saddam Hussein, até que um governo de transição seja formado naquele país.De acordo com a emissora, o governo saudita acredita que a Turquia deveria desempenhar o papel de liderança nessa coalizão islâmica. A reportagem diz que o príncipe-herdeiro da Arábia Saudita, Abdullah, enviou essa proposta ao governo dos EUA usando como intermediário um de seus filhos, o príncipe Abdul Aziz bin Abdullah.A idéia é que uma força de ocupação islâmica serviria para amenizar o sentimento anti-EUA que tem tomado conta do Oriente Médio. Isso também liberaria o governo saudita para começar a reprimir seus próprios cidadãos que simpatizem com organizações extremistas como a Al-Qaeda, de Osama bin Laden.De acordo com a ABC News, o príncipe-herdeiro Abdullah tem feito gestões secretas junto a Saddam Hussein por intermédio de Qusai, um dos filhos do presidente iraquiano, com ofertas de asilo caso Saddam prefira deixar o Iraque antes de uma invasão norte-americana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.