Arábia Saudita quer fim de restrição a Arafat

O príncipe saudita Abdullah se recusará a apresentar suas propostas de paz para o Oriente Médio na cúpula árabe se Israel não eliminar as restrições de viagem e permitir a participação do líder palestino Yasser Arafat, disse o ministro de Planejamento da Palestina, Nabil Shaath. Shaath também afirmou que Abdullah levantou a questão sobre a proibição de viagem de Arafat perante autoridades do governo dos EUA e que estava otimista quanto às possibilidades de Washington apoiar o fim destas restrições. Esperava-se que Abdullah apresentasse seus planos de paz detalhados na cúpula da Liga Árabe a ser realizada nos dias 27 e 28 de março em Beirute, Líbano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.