Arábia Saudita reforça segurança em instalações petrolíferas

A Arábia Saudita reforçou a segurança aoredor de suas instalações petrolíferas devido ao temor de possíveisatentados terroristas, confirmaram fontes oficiais sauditas citadaspela imprensa local. O jornal saudita Al Riad informou neste sábado que as medidas desegurança foram especialmente reforçadas no complexo saudita de RasTanura, um dos mais importantes do Golfo Pérsico, e na refinaria deBabco, em Barein. Na sexta-feira, a Marinha britânica já tinha divulgado em Dubai umcomunicado no qual anunciava que tropas navais do Reino Unidoestavam participando do reforço das medidas de proteção eminstalações petrolíferas no Golfo Pérsico, com o intuito de preveniratentados. As fontes sauditas citadas pela publicação asseguraram, por suavez, que estas medidas "são de rotina" e "fazem parte de exercíciosque tropas dos EUA, do Reino Unido, de Barein e do Kuwait realizamno Golfo (Pérsico)". As fontes lembraram que a última ameaça contra instalaçõeseconômicas na região foi feita pelo "número dois" da Al Qaeda, oegípcio Ayman al-Zawahiri, por meio de uma fita de vídeo divulgadaem setembro pela rede de televisão "Al Jazira". O porta-voz do Ministério do Interior saudita, general Mansural-Turki, citado pela imprensa local, minimizou a importância daquestão, ao lembrar que "os interesses petroleiros sauditas são umalvo habitual dos ´desviados´", termo que usou para se referir aosgrupos radicais sauditas vinculados à Al Qaeda. A Arábia Saudita, o maior produtor e exportador de petróleo domundo, foi palco nos últimos três anos de atentados terroristasatribuídos pelas autoridades a supostas células da Al Qaeda. Em fevereiro, as forças de segurança sauditas anunciaram quefrustraram um atentado terrorista contra uma de suas grandesinstalações petrolíferas em Abqiq, no leste do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.