Arafat admite que pode deixar poder

O líder palestino Yasser Arafat disse ao parlamento que considera a possibilidade de abandonar o poder executivo da Autoridade Palestina se receber tal pedido. Não ficou claro, no entanto, se estava propondo seriamente deixar o poder ou se ironizava seus críticos. Inesperadamente, Arafat disse: "se vocês quiserem me substituir, desejo que o façam e me dêem algum descanso". Foi a primeira vez em 18 meses que Arafat compareceu ao parlamento, buscando aprovação para um novo gabinete e para um plano de reformas.Analistas vêem o encontro como oportunidade para apurar a popularidade de Arafat junto ao parlamento. O líder palestino disse esperar que a tensão entre os EUA e o Iraque possa ser solucionada sem o uso da força. Ele condenou atos de terror contra civis israelenses e disse que o mundo aguarda uma mensagem clara do povo palestino, de que está pronto para negociar a paz com Israel e dar andamento às reformas internas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.