Arafat desafia proposta de expulsão

O líder palestino Yasser Arafat disse que ?ninguém pode me chutar para fora?, ao comentar a reunião do Gabinete de segurança de Israel que debate a proposta de expulsá-lo dos territórios ocupados. Perguntado sobre se deixaria a região por conta própria, Arafat respondeu: ?Definitivamente, não?.Os EUA continuam a se opor à expulsão de Arafat, dizem autoridades israelenses, e não está claro se o primeiro-ministro Ariel Sharon decidiria desautorizar o Gabinete e impedir a expulsão, a despeito da crescente pressão popular em Israel por medidas mais drásticas.Oito dos onze membros do Gabinete de segurança são a favor da expulsão e dois se opõem, diz a TV israelense. Sharon não divulgou seu posicionamento. Os ministros também estudam outras medidas, como aumentar o isolamento de Arafat na Cisjordânia, cortando linhas telefônicas e proibindo visitas. Outra idéia e retomar a ocupação militar da Faixa de Gaza.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.