Arafat empossa gabinete de emergência

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Yasser Arafat, empossou o novo primeiro-ministro Ahmed Korei e um gabinete de emergência. O novo gabinete não inclui Nasser Yousef, um militar palestino cotado para assumir o Ministério do Interior da ANP. Ainda não se sabe ao certo por que Yousef, que estava no complexo governamental de Arafat no momento da posse, não assumiu o cargo.O novo ministro do Interior assumiria o controle sobre todas as forças palestinas de segurança, o que atenderia às exigências de Estados Unidos e Israel referentes à centralização das oito agências de segurança. Tradicionalmente, Arafat controla a maior parte dessas forças.Fontes palestinas comentaram que Yousef recusou-se a entrar para o governo por estar insatisfeito com o fato de Arafat ter optado por um gabinete de emergência, ao invés de nomeá-lo por meio dos canais convencionais. O chanceler palestino Nabil Shaath e outros funcionários do governo comentaram que Yousef entrará para o governo nos próximos dias.Arafat declarou estado de emergência nas áreas palestinas e anunciou abruptamente a formação de um novo gabinete de oito membros na noite de domingo, um dia depois de uma mulher-bomba ter promovido uma ação suicida e causado a morte de 19 israelenses em Haifa. O atentado resultou no aumento da pressão para que o governo de Israel cumpra sua ameaça de "remover" Arafat.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.