Arafat estuda convocação de cúpula árabe

O líder palestino Yasser Arafat debateu neste domingo com o rei Abdullah II da Jordânia a possibilidade de convocar uma cúpula árabe de emergência para reforçar o apoio aos palestinos. Um comunicado oficial emitido após o fim da reunião dizia que os dois líderes discutiram "os passos que deveriam ser tomados nas frente árabe e internacional para acabar com o sofrimento do povo palestino e para confrontar as ameaças israelenses".Não há nenhuma referência à tentativa de Arafat de organizar a reunião de cúpula dos países árabes. No entanto, funcionários do alto escalão do governo jordaniano disseram que Arafat fez o pedido durante um encontro de cerca de uma hora com Abdullah II, cujo país ocupa a presidência rotativa da Liga Árabe.Os funcionários, sob condição de anonimato, negaram-se a fornecer mais detalhes. Em Jerusalém, a polícia de Israel anunciou neste domingo que está fazendo buscas a uma célula de extremistas judeus suspeitos de terem cometido diversos ataques contra civis palestinos.Autoridades afirmaram estar trabalhando para alcançar o quanto antes o grupo porque novos ataques - como o da semana passada, no qual três palestinos morreram - poderiam levar a uma escalada de violência.Até o momento, ninguém havia sido preso. Israel continua em estado de alerta ante o temor de eventuais investidas palestinas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.