Arafat morreu em circunstâncias suspeitas, diz sobrinho

O sobrinho de Yasser Arafat disse hoje que a falta de diagnóstico sobre a causa da morte de seu tio no mês passado gerou a suspeita de que o líder palestino tenha morrido por causas "não naturais". Os comentários formulados por Nasser al-Kidwa, depois de ele entregar o histórico clínico de Arafat a funcionários palestinos em Ramallah, somam-se às especulações de que Arafat teria sido envenenado. Arafat morreu em um hospital da França em 11 de novembro.Al-Kidwa reiterou suas declarações feitas no mês passado de que médicos franceses não puderam descartar a possibilidade de que o líder palestino tivesse sido envenenado. No entanto, os médicos indicaram que não haviam encontrado "evidências de veneno algum conhecido" no organismo de Arafat.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.