Arafat não apóia o terrorismo, diz União Européia

A União Européia (UE) afirmou hoje que o líder palestino Yasser Arafat não apoia o terrorismo, ao mesmo tempo em que conclamou Arafat a perseguir militantes islâmicos que atacam civis israelenses.O secretário de Estado norte-americano, Colin Powell, e autoridades européias debaterão nesta quinta-feira a atual situação no Oriente Médio em uma reunião em Bruxelas. Com relação ao encontro, o presidente da Comissão Européia, Romano Prodi, reafirmou que EUA e UE concordam que o único caminho para Israel e palestinos é negociarem um acordo de paz."Precisamos manter a Autoridade Palestina como uma parceira da paz. A organização deve tudo o que estiver ao seu alcance para respeitar seu compromisso" de levar terroristas diante da Justiça, afirmou Prodi.O porta-voz da UE, Gunnar Wiegand, afirmou hoje que "apóia o presidente da Autoridade Palestina em seu esforço para a paz". Ele acrescentou que a afirmação do primeiro-ministro israelense Ariel Sharon de que Arafat apoia o terrorismo "não é aceita pela UE e há total concordância neste sentido entre a UE e os Estados Unidos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.