Arafat reivindica controle sobre negociações com Israel

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Yasser Arafat, afirmou que ele - e não seu primeiro-ministro, Mahmoud Abbas - é o responsável pelas negociações dos palestinos com Israel, confundindo as preparações de uma reunião de cúpula entre as partes. A disputa coloca em destaque a divisão de poder entre Arafat e Abbas, o primeiro-ministro indicado pelo presidente da ANP após intensa pressão da comunidade internacional.Após uma reunião da cúpula executiva da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), o ministro de gabinete Yasser Abed Rabbo garantiu que seria amanhã a nova reunião entre Abbas e o primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon. No entanto, Raanan Gissin, um conselheiro de Sharon, negou veementemente o anúncio palestino. "Não haverá nenhuma reunião amanhã", garantiu.A Rádio Israel informou que a reunião teria sido adiada para quinta-feira. No gabinete de Sharon, porém, os funcionários insistem que não há data para o encontro. Sob condição de anonimato, um membro da executiva da OLP comentou que a disputa de poder na cúpula palestina é a forma encontrada pelo presidente da ANP para enviar uma mensagem aos Estados Unidos, a Israel e a Abbas: as decisões referentes a negociações com o Estado judeu precisam do aval de Arafat.A fonte disse que Arafat pretende analisar junto com o comitê executivo da OLP as propostas israelenses sobre segurança, antes de aprovar um encontro entre Abbas e Sharon.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.