Arafat rejeita cessar-fogo proposto por Israel

Um assessor do presidente da Autoridade Nacional Palestina, Yasser Arafat, rejeitou a proposta do primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, de um cessar-fogo imediato. "Nós rejeitamos tudo o que Sharon disse sobre um cessar-fogo", reagiu o assessor Ahmed Abdel Rahman.Sharon disse na TV que Israel rejeita as recomendações da Comissão Mitchell, um grupo internacional formado para observar o confronto e propor soluções que levem à paz. A comissão havia sugerido o congelamento total na construção de novos assentamentos judaicos nos territórios palestinos de Gaza e Cisjordânia.Para Rahman, Israel recusa-se a suspender a construção dos assentamentos porque seu objetivo é ocupar os territórios palestinos. "A resposta palestina a agressão continuada é continuar com a intifada, para defender-se e resistir à ocupação", afirmou o assessor de Arafat.Enquanto isso, a violência prossegue. Na Cisjordânia, palestinos fizeram três disparos de morteiro contra território israelense, sem causar danos. Em Gaza, o Exército de Israel usou tratores para destruir campos arados palestinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.