Arafat sai vitorioso com gabinete de Qureia

Apesar de conceder uma ampla vitória aopresidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Yasser Arafat que conquistou o controle sobre os serviços de segurança, oprimeiro-ministro palestino, Ahmed Qureia, definiu hoje acomposição do gabinete de seu governo, depois de mais de doismeses de sua nomeação para o cargo. A reação do governo de Israel foi cautelosa. O porta-voz doMinistério das Relações Exteriores revelou que seu governoprefere medir a capacidade do gabinete de Qureia somente na suafutura atuação contra os grupos terroristas palestinos. O governo dos Estados Unidos manifestou seu descontamento pelofato de as forças de segurança continuarem subordinadas aArafat. EUA e Israel pressionam há meses para marginalizar o históricolíder palestino. A grande disputa vencida por Arafat ocorreu na escolha doministro do Interior, cargo que, segundo o plano internacionalde paz, comandaria os serviços palestinos de segurança. Qureia confirmou neste domingo que o general de polícia NasserYussef, cogitado para a pasta do Interior e descartado porArafat por não ter aceitado um convite do líder palestino paraum governo de emergência, não faria parte de seu gabinete. A decisão abriu espaço para Arafat, que presidirá no futuro umConselho Nacional de Segurança, com responsabilidade total sobreas tropas de polícia e todos os serviços de segurança nosterritórios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.