Argélia ameaça expulsar familiares de Kadafi

Um funcionário do Ministério de Relações Exteriores da Argélia disse que autoridades do país advertiram a filha do coronel Muamar Kadafi e outros familiares do líder líbio que eles podem ser expulsos, caso façam comentários para meios de comunicação.

AE, Agência Estado

27 Setembro 2011 | 12h42

A advertência foi feita dias depois de declarações gravadas por Aisha Kadafi terem sido transmitidas por uma emissora de televisão líbia e de um jornal argelino ter publicado que alguns dos parentes do líder deposto teriam ido para o Egito.

O funcionário do ministério, que falou em condição de anonimato, afirmou nesta terça-feira que os parentes de Kadafi continuavam na Argélia. Sua filha Aisha e dois de seus filhos fugiram para a Argélia depois da queda de Trípoli, no mês passado.

Aisha disse, em gravação de áudio transmitida na sexta-feira pela emissora de TV síria Al-Rai, que seu pai estava animado e lutando com seus partidários. O Ministério de Relações Exteriores da Argélia considerou os comentários "inaceitáveis". As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.