Argelinos querem lutar pelo Iraque

Centenas de argelinos apresentaram-se voluntariamente à embaixada do Iraque para reforçarem às forças da resistência iraquiana na luta contra a invasão liderada pelos EUA. O diretor de comunicação da embaixada, Ali Moussa Mahmoud, no entanto, não forneceu o número exato de argelinos interessados em lutar na defesa do Iraque. Vários outros compareceram à embaixada para doarem sangue. Na sexta-feira, o governo argelino rejeitou o pedido dos EUA para que expulsasse diplomatas iraquianos do país. Esta não é a primeira vez que argelinos ser unem em frentes contrárias aos EUA. Vários voluntários argelinos estiveram entre os muçulmanos que seguiram para campos no Paquistão e Afeganistão. Veja o especial:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.