Argentina aprova acordo para compensar Repsol por YPF

O Parlamento da Argentina aprovou um acordo para compensar a Repsol pela expropriação de sua unidade local, a YPF, segundo informações da companhia espanhola e da imprensa argentina. Os termos do acordo, pelo qual o governo argentino ofereceria à Repsol bônus no valor de cerca de US$ 5 bilhões, foram negociados durante vários meses, desde o fim do ano passado.

AE, Agência Estado

24 de abril de 2014 | 13h33

A aprovação do Parlamento encerra um conflito de dois anos, que surgiu após a nacionalização da YPF. A Argentina expropriou a YPF, a maior companhia de petróleo e gás do país, em abril de 2012. Desde então, o país vem tendo dificuldades para atrair investimentos estrangeiros para aumentar a produção em suas reservas de hidrocarbonetos.

Para a Repsol, a aprovação dá fim à ameaça de rebaixamento do rating da companhia e aos esforços para vender ativos e cortar os dividendos para reduzir a dívida. Executivos da empresa espanhola disseram que estão interessados em adquirir ativos de petróleo em países desenvolvidos e analistas esperam que a companhia venda os bônus argentinos relativamente rápido para liberar caixa para possíveis acordos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Argentinaypfrepsolexpropriação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.