Argentina autoriza exportação de 5 mil toneladas de carne ao Paraguai

O governo argentino autorizou a exportação excepcional ao Paraguai de até 5 mil toneladas de carnes em outubro e novembro, devido à escassez de gado do país vizinho, afirmaram neste domingo fontes oficiais.A medida foi solicitada pelo Ministério de Indústria do Paraguai à Secretaria de Agricultura argentina, subordinada à pasta de Economia. Segundo porta-vozes, o pedido foi aceito "por razões de oportunidade, mérito e conveniência."Depois de o governo publicar a resolução, na próxima terça, o Paraguai poderá comprar todo tipo de cortes desossados da Argentina. O governo argentino garante que a medida não produzirá impactos negativos nos preços internos das carnes. A Argentina é o terceiro exportador mundial do produto. O Executivo tomou a medida à margem das limitações impostas este ano às exportações de carne de gado bovino. Segundo fontes oficiais argentinas, o pedido do Paraguai se deve "a um excesso na exportação", que derivou na falta de carne e na alta de preços.Em março, a Argentina suspendeu durante 180 dias as exportações de carne, mas nos últimos meses suspendeu parcialmente a proibição diante das reivindicações dos produtores. Em setembro, o governo autorizou a venda ao exterior de até 70% do volume de carnes colocado no ano passado.As limitações foram impostas a fim de fazer cair os preços no mercado local, depois que subiram 168% nos últimos quatro anos, frente a uma inflação de 75% nesse mesmo período.A escalada dos preços nestes anos se deve a uma combinação de forte crescimento da demanda tanto interna como externa e uma estagnação da produção. O país tem 55 milhões de cabeças de gado bovino.O governo argentino impulsiona um plano de criação de gado para aumentar a oferta de carne em 1,4 milhão de cabeças por ano no país, que no ano passado exportou carne no valor de US$ 1,39 bilhão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.